Instituído pela lei nº 1.153/73, de 14 de março de 1973, como autarquia municipal com autonomia financeira e administrativa, o Serviço de Água e Esgoto de Pirassununga, SAEP, conferiu, ao longo dos anos, nova e eficiente dinâmica ao abastecimento de água e ao tratamento do esgoto sanitário.

Em termos de abastecimento de água, àquela época havia apenas um ponto de captação e uma estação de tratamento (ETA I), localizados no ribeirão Descaroçador, e três reservatórios para armazenamento e distribuição, com capacidade total para de 2,8 milhões de litros. O crescimento do consumo e a pequena produção de água tratada determinavam frequentes racionamentos e faltas do líquido, evidenciando a necessidade, entre outros aspectos, do emprego de hidrômetros para coibir o abuso e o desperdício; assim, de imediato, mais de seis mil foram instalados em residências e prédios, objetivando o fornecimento racional.

Com o desenvolvimento da cidade e o consequente aumento da população, estruturou-se, em área adjacente ao aeroclube, a ETA II, implantou-se a ETA Chica Costa, na zona rural, e efetivou-se reforma na ETA I, o que contribuiu, de maneira marcante, para melhor eficiência no processamento da água para consumo. A instalação da estação de captação e tratamento da vila Santa Fé, no distrito de Cachoeira de Emas, e da ETA III, também próxima ao aeroclube, vieram reforçar o abastecimento.

Hoje há três captações de água: no ribeirão Descaroçador, na Chica Costa (mina e dois poços artesianos) e na vila Santa Fé (córrego da Barra). Das cinco ETAs, quatro abastecem em 100% o distrito sede; a na vila Santa Fé fornece água para todo o distrito de Cachoeira de Emas. São 19 os reservatórios, para o total de 11 milhões de litros. A significativa capacidade de captação, tratamento, reservação e distribuição asseguram adequado abastecimento em qualquer época do ano - mesmo nas mais prolongadas estiagens -, sem a imposição de medidas de racionamento, pois a constante ampliação e modernização dos serviços, que caminham à frente da demanda, viabilizam rápidos acréscimos, se necessário.

Quanto ao esgoto sanitário, Pirassununga já entrou no rol de um seleto grupo de cidades do Brasil que vem tratando todo o esgoto gerado no município, com a entrada em funcionamento da Estação Sede passou a tratar 100% do esgoto gerado na cidade e Vila Santa Fé e 95% do esgoto gerado em Cachoeira de Emas.

No presente, o SAEP conta com 240 profissionais, entre leituristas, motoristas, serventes, engenheiros, advogados, administradores, etc. Sua frota soma 47 unidades entre veículos, máquinas e equipamentos.

Nosso site faz o uso de cookies para melhorar sua experiência de navegação. Leia sobre como utilizamos cookies e como você pode controlá-los clicando em "Preferências de Privacidade" à direita.

Preferências de Privacidade

Quando você visita qualquer site, ele pode armazenar e recuperar informações através do seu navegador, geralmente na forma de cookies. Como nós respeitamos sua privacidade, você pode escolher não permitir coletar dados de alguns tipos de serviços. Entretanto, ao não permitir esses serviços sua experiência pode ser impactada.


ACESSIBILIDADE

Para navegação via teclado, utilize a combinação de teclas: Alt + [ de atalho]

Atalhos de navegação:

Tamanho da Fonte/Contraste
fechar
ACESSIBILIDADE
Carregando... Por Favor, aguarde...